Eficácia da vacina CoronaVac em idosos durante uma epidemia associada à variante gama de covid-19 no Brasil: estudo caso-controle com teste negativo

Estudo de caso-controle com cerca de 43.000 pessoas acima de 70 anos residentes no estado de São Paulo que foram submetidas a testagem para COVID-19, comparando o status vacinal entre indivíduos com teste positivo e teste negativo, estimando assim, a efetividade da vacina Coronavac nesta população.

O período de avaliação foi entre janeiro e abril de 2021.

O estudo aponta uma efetividade, pelo menos 14 dias após as duas doses de vacina, de 47% para infecções sintomáticas, 56% para hospitalizações e 61% para óbitos por COVID-19.

Os dados apontam para a necessidade de vacinação com duas doses, visto que a proteção com uma dose somente é muito baixa. Além disso, há uma redução progressiva da efetividade da vacina conforme a idade. A proteção contra hospitalizações e óbitos em pessoas acima de 80 anos foi de 39 e 44%, respectivamente.

https://www.bmj.com/content/374/bmj.n2015

Comments are closed.