Efetividade da vacina com vírus inativado SARS-CoV-2 no Chile

Estudo de coorte prospectiva realizado no Chile, com mais de dez milhões de pessoas incluídas, para avaliar a efetividade da vacina Coronavac, ou seja, o seu nível de proteção na “vida real”.

O período de avaliação foi entre fevereiro e maio de 2021.
O estudo aponta uma efetividade, pelo menos 14 dias após as duas doses de vacina, de 65,9% para infecções sintomáticas, 87,5% para hospitalizações, 90,3% para admissões em UTI e 86,3% para óbitos por COVID-19.

Os dados revelam um ótimo desempenho da vacina na população chilena. Vale ressaltar que a proteção com uma dose apenas é baixa, de 15,5% para infecções sintomáticas, 37,4% para hospitalizações, 44,7% para admissões em UTI e 45,7% para óbitos por COVID-19, ou seja, é fundamental receber as duas doses para poder atingir a máxima proteção que a vacina pode oferecer.

https://www.nejm.org/doi/full/10.1056/NEJMoa2107715?query=featured_home

Comments are closed.