Budesonida inalatória para COVID-19 nos primeiros 7 dias – STOIC trial

Trata-se de um trial randomizado fase II publicado em abril de 2021 no The Lancet, 1:1, open-label, sobre o uso da budesonida inalatória para pacientes portadores da COVID-19 com até 7 dias de sintomas. Os sintomas atribuíveis à doença foram tosse e febre com ou sem anosmia. 146 pacientes foram randomizados e, destes, 139 completaram o estudo. A dose de budesonida utilizada foi 1600 mcg, considerada dose alta, e o dispositivo utilizado foi o turbohaler®, apresentação disponível apenas pela AstraZeneca, que financiou o estudo.

Foram considerados desfechos primários visita ao departamento de urgência, incluindo apenas consulta ou hospitalização. Desfechos primários ocorreram em 10 (14%) dos 70 pacientes do grupo controle e em apenas 1 (1%) dos 69 pacientes do grupo budesonida, com Número Necessário para Tratar (NNT) de 8. O estudo foi interrompido precocemente.

Como todo estudo fase II, não deve ser utilizado para tomada de decisão clínica e o estudo apresentado requer cautela em sua interpretação. Mais estudos são necessários (fase III) para legitimar a tomada de conduta.

Ramakrishnan S, Nicolau DV Jr, Langford B, Mahdi M, Jeffers H, Mwasuku C, Krassowska K, Fox R, Binnian I, Glover V, Bright S, Butler C, Cane JL, Halner A, Matthews PC, Donnelly LE, Simpson JL, Baker JR, Fadai NT, Peterson S, Bengtsson T, Barnes PJ, Russell REK, Bafadhel M. Inhaled budesonide in the treatment of early COVID-19 (STOIC): a phase 2, open-label, randomised controlled trial. Lancet Respir Med. 2021 Apr 9:S2213-2600(21)00160-0. doi: 10.1016/S2213-2600(21)00160-0. Epub ahead of print. Erratum in: Lancet Respir Med. 2021 Apr 14;: PMID: 33844996; PMCID: PMC8040526.

 

https://www.thelancet.com/action/showPdf?pii=S2213-2600%2821%2900160-0

 

Comments are closed.